Google Webmasters Tools: Como fazer um raio-x do seu site

Rodrigo Leal
Mais Resultados
abr 2014
19 Comentários
43458 Views
9 Flares Facebook 7 Google+ 2 Twitter 0 9 Flares ×

Introdução

Todo empreendedor digital deve monitorar e analisar todos os aspectos do seu negócio. Para facilitar e automatizar essa tarefa, utilizamos diversas ferramentas de apoio.

Com o objetivo de ajudar os proprietários de sites a melhorar a experiência com os visitantes, o Google desenvolveu uma série de ferramentas para auxiliar no diagnostico de problemas. Essas ferramentas também disponibilizam relatórios para análises que ajudam a tomar a melhores decisões.

Costumo dizer que o conjunto de ferramentas do Google Webmasters faz um raio-x do seu site. Indica os erros, sugere mudanças para melhoria do posicionamento das páginas no mecanismo de pesquisa, disponibiliza relatórios de palavras-chave, exibe estatísticas de links internos, links externos, de páginas mais acessadas e etc.

Quando utilizada junto ao Google Analytics é uma poderosa fonte de informações para auxiliar as tomadas de decisões estratégicas para melhoria do seu negócio.

Nesse artigo, irei descrever os principais itens do Google Webmasters Tools e como você poderá utilizá-lo para se beneficiar e gerar ainda mais resultados com o seu site.
 

Painel

Como você pode ver na figura abaixo, o painel é a tela inicial de análise. É nesse painel que você receberá novos avisos, novidades, alerta de problemas ou incidentes com o seu site.

Painel Google WebMasters Tools

No Painel temos uma visão geral do status do site. Para maiores detalhes, vou descrever em detalhes algumas das principais ferramentas.
 

Aspéctos de Pesquisa

 

Marcação de Dados Estruturados

Quando pesquisamos algo no Google o resultado vem estruturado da seguinte forma:

Tipos de Dados Estruturados

Os Dados estruturados são marcações no código que ajuda o Google a identificar os elementos dentro do seu site. Os mecanismos de pesquisas utilizam esses elementos para exibir os melhores resultados de uma busca. Como por exemplo, título, data, autor, imagens e etc. Quanto mais customizado, melhor.

Os buscadores passarão a entender melhor cada elemento do seu site e poderá utilizar essas informações com mais precisão, oferecendo formas mais interessantes de visualização do conteúdo e, assim, conseguem melhorar a experiência do visitante.

É interessante que você acesse a ferramenta de dados estruturados, digite a URL da sua página e comece a fazer as marcações. Esse processo é bem simples, basta ir clicando nos elementos e selecionando o tipo, como: título, autor, data, categoria e etc. No final, basta publicar e o Google já começará a entender as marcações. Pode levar algum tempo para que esses dados apareçam nos resultados de pesquisas.

Se você faz avaliações de produtos no seu site, é interessante incluir esse tipo de marcação. Você perceberá que o Google adicionará algumas estrelinhas no resultados de pesquisa com a avaliação do produto. Sem dúvida, isso chama atenção do visitante, ou seja, faz sua taxa de cliques aumentar.

Melhorias de Html

É bastante comum cometemos alguns erros em nosso site sem que percebemos. Como por exemplo, algumas vezes, escrevemos meta-descrições duplicadas, outras vezes meta-descrições curtas demais ou até mesmo longa demais, entre outros erros.

Melhoria de Html - Google Webmasters Tools

Essa ferramenta de melhoria de html vai te ajudar a identificar esses problemas. Com a informação em mãos, você pode tratar os erros de forma pontual, sem perder tempo. Basta ir na URL informada e fazer as alterações necessárias para solucionar o problema.

É sempre bom deixar tudo certinho. Cada elemento citado nessa página é de extrema importância para que os mecanismos de pesquisas entendam sobre o seu site. Eles fazem parte do algorítimo de ranqueamento. Ou seja, eles interferem no posicionamento do seu site nos resultados de pesquisa.

Quando exitem muitos erros de itens duplicados ou quando não se segue as melhores práticas, torna-se mais difícil do seu site ser encontrado ou obter bons posicionamentos.
 

Tráfego de Pesquisa

 

Consultas de Pesquisa

Consulta de pesquisas - Google WebMasters Tools

Principais consultas – Nessa página, você poderá identificar quais são as palavras-chave mais relevantes para o seu site. Saberá a quantidade de impressões, cliques, CTR (taxa de cliques) e a posição média de uma palavra-chave nos resultados de pesquisas. Você poderá utilizar essas informações para criar estratégias para melhorar o posicionamento do site nos mecanismos de pesquisa.

Por exemplo:
Digamos que você identifique que uma palavra-chave esteja na 12ª posição. Seu objetivo é aparecer na primeira página do Google, ou seja, nos 10 primeiros resultados e de preferência entre as 5 primeiras colocações.

Como estratégia, você pode digitar a palavra-chave no Google, entrar nos 11 primeiros resultados encontrados para ler esses artigos. A ideia é localizar os principais itens, verificar se você abordou ou não esses itens no seu post, identificar os pontos negativos ou falhas em cada um deles e explorá-los.

Palavras-Chaves - Google Webmasters Tools

Existe uma série de fatores que você pode analisar:

  • Quantidade de palavra no post
  • Se a palavra-chave aparece no título ou subtítulo
  • Se a palavra-chave está presente na url,
  • Se a palavra-chave está na meta-descrição
  • Identificar quais são os sites externos que linkam para esses sites e criar uma outra estratégia para esses mesmos sites façam links para você também.

Feito esse levantamento, volte no seu post e faça todas as alterações de melhoria. Dependendo da palavra-chave, a concorrência pode ser bem complicada, mas na maioria dos casos, você conseguirá melhorar o posicionamento em algumas posições.

Palavras-chave de calda curta, são as palavras-chave de um único termo: relógio, roupa, futebol.  Elas são mais concorridas, portanto, são mais difíceis de concorrer e melhorar o posicionamento.

Já as palavras-chave calda longa, de dois ou mais termos: Futebol de campo, relógio de ouro importado, roupa masculina, são mais específicas e menos concorridas, portanto, mais fáceis de concorrer e obter os melhores resultados.

Invista em palavras-chaves de calda longa. Você perceberá que a longo prazo, a medida que o seu site for alcançando boas posições para essas palavras-chaves, você também estará se fortificando para as palavras-chave de calda curta.

Páginas Principais – As páginas principais  são as páginas mais importantes do seu site, ou seja, são as páginas que que estão recebendo mais tráfego. Sabendo dessa informação, você poderá escrever mais posts relacionados aos temas mais importantes. Dessa forma, você passará a entregar mais conteúdo relevante para o seu público alvo. Também é útil para identificar o que não vale a pena colocar tanto esforço.

Se você seguir essa estratégia de escrever mais sobre os temas principais, você estará refinando o conteúdo cada vez mais e seu site se tornará mais forte para um grupo de palavras-chave específicas. Perceba que você não precisa sempre ficar criando ou tendo idéias diferentes sempre que quiser publicar algo, é só entrar, analisar o que foi bem aceito e já saberá o que fazer.

Outra dica para acelerar os seus resultados, é você procurar focar nas palavras-chave que já estão com um bom ranqueamento. Lembre-se que são elas que estão trazendo a maior parte do tráfego para o seu site.

Por exemplo, separe um grupo de palavras-chave que estejam na segunda página, ou seja, entre a 11ª a 20ª posição. Separe outro grupo de palavras-chave que já estejam na primeira página e aplique a estratégia de entrar nos posts, ler o conteúdo e fazer modificações.

Para as palavras-chave  que já estão na primeira página, será mais difícil de conseguir um melhor posicionamento alterando apenas os elementos citados acima, nesse caso, você precisará criar mais conteúdo com as palavras-chave relacionadas, a médio e a longo prazo, você perceberá que o posicionamento de todas elas estarão melhorando.

Links para o seu site

Essa ferramenta é util para você identificar quais são os sites externos que criaram links para o seu site. É uma boa forma de identificar parceiros em potencial. Com essa informação, você poderá começar a construir um relacionamento com os proprietários desses sites, propor parcerias, e etc.

Lembre-se que a quantidade de links que o seu site recebe é um elemento importante no algoritmo de ranqueamento do Google. Quanto mais links de sites semelhantes e maiores que o seu, melhor.

Por exemplo:  Se você tem um site de esporte, então, é muito mais relevante você receber um link da Nike do que um da PizzaHut. O conteúdo de esporte estará muito mais contextualizado com a Nike do que com uma Pizzaria. Entende?

Sabendo disso, você precisará escrever conteúdos extremamente relevantes para atrair atenção  e ter uma estratégia para tentar construir relacionamento com os sites concorrentes afim de conseguir links deles. Não peça favores, troca de links, isso geralmente não funciona. O segredo de obter bons links é entregar conteúdo relevante e principalmente criar relacionamento.

Links Internos

Os links internos também passam credibilidade (pagerank) de uma página para outra. Então, digamos que você tenha uma página no seu site e que você quer melhorar o posicionamento dela. Você poderá criar links internos, ou seja, entrar em outros posts e adicionar links apontando para essa página que você quer melhorar. O Google passará a entender que essa página, por ter sido citada em várias outras, é importante e dará um peso maior para ela.

Mas, isso não significa que você tem que criar uma tonelada de links, não faca isso. Só utilize quando for interessante, ou seja, quando a página em questão for um complemento para o post. O link deve  ser um benefício para o leitor. Sempre que for utilizar, lembre-se de que o link deve ser contextualizado. Evite utilizar: “Click aqui”, “Post aqui”, “esse link” etc..

Caso você seja muito agressivo, o Google poderá identificar essa estratégia como spam. Eles interpretarão com  uma forma de tentar manipular o algoritmo e poderá lhe penalizar. Ou seja, ao invés de melhorar, você vai perder muitas posições. Seja cauteloso, ético e faça com naturalidade. Não queira ser mais esperto que o Google, eles sabem as médias do comportamentais normais, se você sair do limite, bingo! Ele te pegará!

Ações Manuais

Essa ferramenta informará se o Google encontrou alguma forma de manipulação manual. É aqui que aparecerá uma mensagem se você estiver dando uma de espertinho. Queira sempre em branco. =)
 

Índice do Google

 

Status do Índice

O status do índice exibe a quantidade de páginas que foram indexadas no Google. Também é possível identificar quantas páginas o Google não conseguiu indexar por ter sido bloqueado por alguma configuração no seu site.

Indice do Google - Google WebMasters Tools

Para que a indexação ocorra normalmente, você precisa configurar um arquivo chamado robots.txt. Esse arquivo é responsável por liberar e bloquear as páginas do seu site.

Em alguns casos é interessante não permitir que o Google indexe algumas páginas específicas.

Por exemplo: Páginas de configuração. Não faz sentido você permitir a indexação dessas páginas, uma vez que, só terão acesso as configurações, as pessoas que você permitir, ou seja, as que tiverem usuário e senha.

Se você deixar essas páginas serem indexadas, você terá um aumento significativo de ataques contra o sistema de autenticação do seu site. Assim, faça um planejamento das páginas que deverão ou não serem indexadas.

Palavras-chave de conteúdo

As palavras-chave de conteúdo, são palavras ou grupo de palavras que o Google identifica como sendo de maior significância. Ou seja, são as palavras específicas que tem mais força dentro do contexto do seu site. Geralmente, essas palavras são as que mais aparecem em seus posts.

Remover URL

Quando você deleta alguma página ou faz alguma alteração na URL, você precisa solicitar a desindexação dessa URL. Caso contrário, o Google continuará exibindo o link da página removida nos resultados de pesquisa e as pessoas que clicarem nessas páginas receberão um erro 404, ou seja, o erro de que a página não foi encontrada. Isso fará sua taxa de rejeição aumentar muito. Como o seu objetivo é gerar a melhor experiência para o seu visitante, então, é interessante lembrar de remover as páginas que foram excluídas ou que tiveram as URLs alteradas.
 

Rastreamento

 

Erros de Rastreamento

Essa ferramenta exibe todas as páginas que estão gerando erros. O erro mais conhecido é o 404, ou página não encontrada. Ele acontece sempre que você remove ou altera uma URL. Outro erro comum é o erro 500. Acontece quando o servidor demora muito para responder uma requisição ou quando seu site está bloqueando o acesso do Googlebot (o robô de indexação do Google) a uma URL específica.

Erros de Rastreamento - Google Webmasters Tools

Para o erro 404, caso o post tenha sido excluído ou alterado, então, basta remover a URL. Se for um erro 500, então você deverá verificar se o arquivo robots.txt está bloqueando a URL específica, ou verificar se o servidor está lento.

Estatísticas de Rastreamento

Informa a quantidade de páginas indexadas, a quantidade tráfego recebido pelo Google e o tempo médio de download do seu site.

URL Bloqueadas

Além de exibir a quantidade de páginas que estão bloqueadas, você poderá testar novas configurações do arquivo do arquivo robots.txt para verificar o impacto antes mesmo de fazer a alteração. É bastante simples, basta informar a URL que quer testar e a configuração do robots.txt. A ferramenta irá informar se a configuração permite ou não o acesso do Googlebot a URL informada.

SiteMaps

O sitemap é um arquivo xml gerado pelo seu site, ele contém as URL de todas as páginas. Esse arquivo é utilizado para informar ao Google quais são as páginas que deverão ser indexadas. Se você utilizar o WordPress, existe um plugin chamado Google Site Maps, é com ele que você conseguirá gerar esse arquivo.

Após o plugin instalado, o plugin informará o endereço do arquivo XML. Basta adicionar essa URL no Google Webmasters Tools e o Google passará a indexar as páginas. A primeira vez demora um pouco, depois, com uma certa frequência, Googlebot vai ao seu site para verificar se existem novos conteúdos para serem indexados.

Sitemaps - Google Webmasters Tools

É importante você ter isso funcionando certinho para que não ocorra problemas de indexação. Muita gente reclama que o seu site não está aparecendo no Google ou não sabe o motivo da demora para indexar as novas páginas, geralmente essas pessoas estão com problemas com sitemaps ou com robots.txt.
 

Segurança

Todos os dias novas vulnerabilidades são encontradas nos códigos de sites e plugins. Quando o Google identifica algum problema de segurança, ele gera um alerta para você no Google Webmasters Tools e  informará aos seus visitantes que o seu site não é seguro.

Quando isso acontece,  você perde muita credibilidade. Quando  o leitor se sente inseguro, ele não volta ao site. Para evitar esses problemas de segurança com o seu site, mantenha o WordPress e os plugins sempre atualizados.

Dica: Exclua todos os plugins que não estão sendo utilizados. Mesmo que eles estejam desativados, se surgir alguma vulnerabilidade, os ataques podem ocorrer através deles. Assim, evite ao máximo ter arquivos que não sejam utilizados.

Outra dica: Procure usar apenas plugins que já tenham muitos downloads e avaliações positivas. Evite utilizar plugins recém lançados, esses, geralmente vem com muitas falhas no códigos e tem bastante vulnerabilidades.
 

Google Labs

 

Autor

O Google odeia conteúdo duplicado. Mesmo que você crie um post e uma outra pessoa copie e publique em outro site, se o Google identificar o conteúdo como duplicado, os dois serão penalizados. Para evitar esse tipo de problema, confirme sua autoria, e assim, todos os posts publicados no seu site, serão vinculados a você.

Se alguém duplicar o seu conteúdo, o Google conseguirá identificar quem é o verdadeiro autor.

Essa ferramenta informa todas as páginas que foram confirmadas como sua autoria.

Além dessa questão de duplicidade, quando você confirmar autoria do site, sua foto aparecerá nos resultados de pesquisa, aumentando a sua autoridade. Geralmente quando uma foto aparece ao lado da URL, a taxa de clique aumenta.
 

PageSpeed Insights

Uma das ferramentas mais importantes desse conjunto. Com ela, é possível analisar o tempo de carregamento do site. Após uma analise feita pela ferramenta, ela sugere pontos de melhorias e atribui uma nota para o seu site. Quanto mais rápido, melhor.

PageSpeed Insights - Mobiles PageSpeed Insights - Desktop

Como o foco é a experiência do visitante, então o Google da preferência para sites que carregam mais rápidos. Acredita-se que o tempo de carregamento também é um fator de peso no algoritmo de ranqueamento.

Essa ferramenta é muito interessante para identificar onde estão os gargalos, ajudará a corrigir pontualmente cada um deles. Quando você segue as sugestões e configura tudo certinho, você é capaz de diminuir drasticamente o tempo de carregamento do seu site, melhorando a experiência do visitante.

Como você já sabe, a internet está cada vez mais rápida e as pessoas tem menos paciência de ficar esperando uma página ser carregada. Muitas vezes, os visitantes acabam desistindo e voltando para o Google antes mesmo de a página carregar por completo. Quando você melhora a velocidade de carregamento, consequentemente, você conseguirá diminuir a taxa de rejeição do site.
 

Conclusão

Como foi visto, o Google Webmasters Tools é um conjunto de ferramentas excelente para melhorar a qualidade do seu site. Sempre que possível, entre e navegue por todas as ferramentas. Acompanhe os relatórios de perto, com base nessas informações, que você escolherá os melhores caminhos e estratégias para o seu negócio.

Não adianta entrar uma vez, olhar tudo e nunca mais voltar. Analise com frequência, entenda o que está bom e o que pode melhorar. Algumas vezes, você deixa tudo certo, depois de 1 semana você já encontra outras coisas para ajustar.

Não se prenda apenas no Google Webmasters Tools, existem outras ferramentas que poderão fazer outras análises, gerar outros relatórios e mostrar o seu negócio de uma perspectiva diferente. Enfim, tenha em mente, oferecer a melhor experiência para o seu visitante, isso será um fator decisivo para que ele volte e se fidelize.

E você? Já utiliza o Google Webmasters Tools? Quais são as ferramentas que você utiliza para analisar o seu site?

9 Flares Facebook 7 Google+ 2 Twitter 0 9 Flares ×

19 Comentários para “Google Webmasters Tools: Como fazer um raio-x do seu site”

  1. Ludmilla Sanches disse:

    Rodrigo. Estou adorando os posts. Todos feitos com muito carinho e conhecimento técnico. Eu não tenho um site ainda, na verdade, gostaria muito de abrir um blog mas é uma ideia em construção ainda rs.
    Obrigada por todo o conhecimento que você está passando pelo blog.
    Bjo**

  2. Rodrigooooooo socorrooooooo….. Depois que coloquei o dominio no meu blog o meu google adscense parou de marcar tudo meus ganhos visitas tudo mesmo nem as propagandas aparecem no blog. O que devo fazer? Me falaram para retirar este e colocar outro como faço isso? Aguardo ansiosa…

    • Rodrigo Leal disse:

      Oi,

      Provavelmente, você deve está com problemas no código do Google Analytics. Uma coisa não está ligada a outra. Verifique se o seu site está abrindo corretamente o script do Google Analytics.

      Obrigado

  3. Elvira Berti disse:

    Gostaria de tirar um dúvida: se um site tem mais de 2000 páginas indexadas, caso a gente coloque fotos ou flash nesse site, as páginas que estão indexadas caem? Diminui o número de páginas indexadas?

    • Rodrigo Leal disse:

      Oi Elvira,

      A indexação está relacionada a quantidade de páginas. Se você adicionar uma foto ou um flash numa página existente não muda. Se vc criar uma nova página para isso, vai aumentar. Agora se você fizer um site todo em flash, o Google só consegue ver uma url, que é a do arquivo swf, pois as outras páginas estão dentro do próprio flash. Não sei se foi bem essa a sua pergunta.. mas enfim, se ficou com dúvida é só me enviar outra mensagem.

  4. Excelente material! Meus parabéns muito show!!! me ajudou muito e muito obrigado! Por compartilhar conhecimentos de alta qualidade!!!

    Já adicionei seu site…

    Valew!

  5. Rosely Rodrigues disse:

    De tudo que tenho lido até agora sobre o assunto,o seu site é o mais esclarecedor,honesto e sincero.Como você mesmo sugeriu estou estudando sobre Internet Marketing para entrar nesse negócio assim que estiver preparada.Quero deixar aqui os meus parabéns a você e te desejar muito sucesso.Agradeço muito pela colaboração.Abraços.Rosely


  6. Filipe Varela disse:

    Muito bom este bom e util sem duvida. Parabéns

  7. Wyllian disse:

    Percebo que a indexação do meu sitmaps vem caindo dia após dia, ele chegou no seu apogeu e depois passou a despencar, exemplo: 3600 páginas tinha 2.900 indexadas, nos últimos 30 dias caíram para 1.399 indexadas, não há nada de diferente em meu site, apenas novos produtos, sabe explicar o motivo desta queda?

  8. Heros disse:

    Rodrigo, parabéns pelo artigo. Muito bom mesmo!

    Estou tendo problemas para indexar algumas páginas. Meu blog estava em construção e depois que estava tudo pronto, enviei o sitemap e enviei todas URLs ao índice, para indexação mais rápida das páginas, porém até agora foram indexadas apenas 18 de mais de 200 páginas. Isso já tem mais de uma semana.

    Não sei mais o que fazer.

    Você pode me ajudar?

    Obrigado.

  9. Ricardo disse:

    Parabéns !! Vou aplicá-las .

  10. muito boas suas informações

  11. Alfredo disse:

    Excelente Artigo!
    Graças a postagens de profissionais como você, nós iniciantes podemos aprender e com o tempo obter sucesso em nosso trabalho.

  12. Baixar Funk disse:

    Adorei seu conteúdo me ajudou bastante!

  13. Baixar Funk disse:

    são muito boas suas dicas .!

  14. Baixar Funk disse:

    Olá são muito boas as informações!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

9 Flares Facebook 7 Google+ 2 Twitter 0 9 Flares ×